O Google tem o compromisso de promover a igualdade racial para as comunidades negras. Saiba como.

Definir regras do CMake

Mantenha tudo organizado com as coleções Salve e categorize o conteúdo com base nas suas preferências.

Veja o código no GitHub

O sistema de compilação do CMake depende de arquivos CMakeLists.txt que definem destinos de build. A CMakeLists.txt na raiz do repositório é o topo da árvore de compilação e é um bom ponto de partida para definir os diversos destinos, opções e macros usados no processo de compilação.

Os primeiros valores a serem definidos são o nome do projeto e as plataformas compatíveis.

Neste exemplo, definimos o nome do projeto como ot-efr32 com uma versão de 0.0.1. Também definimos uma variável EFR32_PLATFORM_VALUES, que é uma lista de plataformas efr32 compatíveis com ot-efr32. Para este exemplo, definimos várias plataformas, mas ter uma única plataforma para a variável _PLATFORM_VALUES também é uma boa opção.

cmake_minimum_required(VERSION 3.10.2)
project(ot-efr32 VERSION 0.0.1)

set(EFR32_PLATFORM_VALUES
    "efr32mg1"
    "efr32mg12"
    "efr32mg13"
    "efr32mg21"
)

O arquivo CMakeLists.txt inclui uma verificação que cancela builds lançados para plataformas não compatíveis.

set_property(CACHE EFR32_PLATFORM PROPERTY STRINGS ${EFR32_PLATFORM_VALUES})
if(NOT EFR32_PLATFORM IN_LIST EFR32_PLATFORM_VALUES)
    message(FATAL_ERROR "Please select a supported platform: ${EFR32_PLATFORM_VALUES}")
endif()

A próxima variável que precisa ser definida é OT_PLATFORM_LIB. Essa variável é usada pelos aplicativos de exemplo do OpenThread para se vincular à sua plataforma.

set(OT_PLATFORM_LIB "openthread-${EFR32_PLATFORM}")

Opções do CMake do OpenThread

Vários recursos no OpenThread podem ser ativados/desativados/configurados com a definição de variáveis do CMake.

Na plataforma do ot-efr32, uma biblioteca externa mbedTLS silabs-mbedtls é usada.

set(OT_BUILTIN_MBEDTLS_MANAGEMENT OFF CACHE BOOL "disable builtin mbedtls management" FORCE)
set(OT_EXTERNAL_MBEDTLS "silabs-mbedtls" CACHE STRING "use silabs mbedtls" FORCE)
set(OT_MBEDTLS ${OT_EXTERNAL_MBEDTLS})

Definir diretórios de saída

O diretório de saída para diferentes arquivos de destino pode ser configurado usando as variáveis abaixo.

set(CMAKE_ARCHIVE_OUTPUT_DIRECTORY ${PROJECT_BINARY_DIR}/lib)
set(CMAKE_LIBRARY_OUTPUT_DIRECTORY ${PROJECT_BINARY_DIR}/lib)
set(CMAKE_RUNTIME_OUTPUT_DIRECTORY ${PROJECT_BINARY_DIR}/bin)

Adicionar o OpenThread à árvore de compilação

Para incluir o submódulo openthread na árvore de compilação:

add_subdirectory(openthread)

Transmitir propriedades de compilação para o OpenThread

A seção final desse arquivo permite que você defina as propriedades do build, como definições, opções e diretórios, que podem ser adicionadas à árvore de compilação openthread e às bibliotecas da plataforma.

Uma maneira conveniente de adicionar essas definições é usando o destino ot-config. Esse é um destino fictício que é usado exclusivamente para fins de definição de configuração e é vinculado por quase todos os destinos do CMake no openthread.

# Define config filename macros
target_compile_definitions(ot-config INTERFACE
    OPENTHREAD_CONFIG_FILE="openthread-core-efr32-config.h"
    OPENTHREAD_PROJECT_CORE_CONFIG_FILE="openthread-core-efr32-config.h"
    OPENTHREAD_CORE_CONFIG_PLATFORM_CHECK_FILE="openthread-core-efr32-config-check.h"
)

# Disable -Wshadow and -Wpedantic
target_compile_options(ot-config INTERFACE
    -Wno-shadow
    -Wno-pedantic
)

# Add platform dirs to "include" dirs
target_include_directories(ot-config INTERFACE
    ${PROJECT_SOURCE_DIR}/src/src
    ${PROJECT_SOURCE_DIR}/src/${EFR32_PLATFORM}
    ${PROJECT_SOURCE_DIR}/src/${EFR32_PLATFORM}/crypto
)

Adicionar subdiretórios à árvore de compilação

Agora que a configuração de nível superior foi definida, é hora de adicionar outros subdiretórios à árvore de compilação.

O código-fonte da camada de abstração da plataforma está localizado na pasta src. A pasta third_party contém qualquer código de terceiros.

Se você quiser incluir aplicativos de amostra no repositório, crie uma pasta examples e adicione-a à árvore de compilação.

add_subdirectory(src)
add_subdirectory(third_party)

# Optional
add_subdirectory(examples)

O diretório src

Essa é a parte central do repositório e é onde a camada de abstração da plataforma é implementada. Ele também contém alguns outros arquivos obrigatórios.

src/arm-none-eabi.cmake

Esse é um arquivo do conjunto de ferramentas que define algumas variáveis que o CMake usa no processo de compilação. Um bom ponto de partida seria copiar a versão ot-efr32 desse arquivo e modificá-la de acordo com a plataforma.

src/CMakeLists.txt

É onde você define os arquivos de origem, incluindo caminhos e sinalizações do compilador da sua biblioteca de plataforma. Um bom exemplo desse arquivo para um repositório compatível com apenas uma plataforma é do ot-cc2538.

A compatibilidade com várias plataformas em um único repositório é possível, e vários repositórios de plataformas podem ser usados como referência. Consulte ot-efr32 e ot-nrf528xx.